4 dicas para ser aprovado no concurso para o tribunal de justiça

Tempo de leitura: 6 minutos

Os concursos públicos do setor jurídico estão na lista dos mais sonhados pelos concurseiros, não só pela quantidade de vaga em tribunal de justiça e demais áreas que estão disponíveis anualmente, mas também devido aos salários que chamam atenção.

Tribunais de Justiça normalmente possuem remuneração ligada ao salário dos tribunais superiores e da justiça federal. Muitas vezes é a justiça quem cria ou abre os cargos, regulamentando os salários, o que garante benefícios “prêmio” por cargos comissionados ou grau de escolaridade.

Além disso, o status social também entra na lista dos motivos de quem sonha passar nos concursos públicos do tribunal de justiça. É inegável o quão essa instância pública é valorizada.

Por essa razão o número de pessoas, vale ressaltar que não só advogados, com interesse nesses concursos públicos são enormes e o artigo de hoje foi criado justamente para ajudar aqueles que estão de olho no tribunal de justiça.

4 Dicas para conquistar um cargo no tribunal de justiça

1 – Conheça os cargos disponíveis dentro de um tribunal de justiça

É extremamente necessário conhecer um assunto antes de embarcar com tudo no mundo dele.

Auxiliar Técnico: não há um tribunal de justiça sem diferentes profissionais responsáveis por dar suporte ao correto funcionamento do local e do trabalho do juiz. Esses auxiliares técnicos podem ser formados em informática, comunicação, administração, psicologia, contabilidade, arquivologia e muito mais.

Técnico ou Analista Judiciário: O nome pode mudar dependendo do estado e as funções também. Entretanto, normalmente o técnico ou analista judiciário, é quem possui a responsabilidade de desenvolver serviços como a elaboração de relatórios, digitação, acompanhamento dos processos, atendimento ao público e outros trabalhos.

Juiz de Direito: É ele quem julga o processo dos cidadãos que entram com processo direto na Justiça Comum. A primeira decisão vem deles, que são profissionais que trabalham para fazer com que as leis brasileiras sejam cumpridas e efetivadas.

Desembargador: são os magistrados que fazem parte do tribunal de justiça, são eles que julgam as sentenças indicadas pelo Juiz de Primeira Instância.

Os juízes podem conquistar esse cargo por tempo de casa ou por puro merecimento e os membros afastados do Ministério Público e dos postos de advogados também podem tornar-se desembargadores.

2 – O que estudar?

Para os cargos que mais abrem dentro de um Tribunal de Justiça, que é para Técnico ou Analista Judiciário, as disciplinas que quase sempre aparecem são:

Direito Administrativo, Direito Constitucional, Atualidade, Raciocínio Lógico, Noções de Informática e Português.

Além dessas que são praticamente unanimidade nos concursos, é possível se deparar também com:

Direito Civil, Direito Penal, Direito Processual Civil, Legislação Estadual, e Direito Processual Penal.

3 – Como estudar?

As possíveis matérias são diversas, então uma dica é dar mais atenção as disciplinas que são mais comuns nos concursos para cargos no tribunal de justiça.

Lembre-se que estudar questões do Direito não foge muito de como estudar português ou matemática, por exemplo, então será sempre preciso entender a base de tudo. Entenda o vocabulário jurídico e assim conseguirá “traduzir” qualquer questão.

Não esqueça que é preciso saber sobre as leis e não apenas ler sobre elas.

Para estudar atualidades nada melhor do que está em dia com os noticiários diários, procurando também mais do que isso. Dê valor as questões de história e de cidadania enquanto estuda atualidades, esses pontos ajudarão muito na hora de montar os seus porquês.

Muitos candidatos dão pouco valor a essa parte da prova e acabam perdendo preciosos pontos, pode ser isso o que garantirá a sua boa colocação.

E para estudar raciocínio lógico pratique todos os dias.

Ademais, não esqueça de aplicar as regrinhas básicas de um bom concurseiro a sua rotina de estudos: se organize, tenha horários, prioridades e saiba as suas reais dificuldades.

Ou seja, coloque no papel todas as suas atividades, o tempo gasto com cada uma delas e crie, com base nisso, o seu calendário de estudos. Essa é a hora de definir suas prioridades, será que nessa fase vale a pena continuar indo para o bar toda sexta-feira?

E também é muito importante identificar quais são as SUAS dificuldades e dar mais atenção á elas. Quem deve decidir a hora de cada coisa é você.

4 – Concursos já disponíveis

Concurso TJ/SP – Escrevente Técnico Judiciário

Até o dia 17 de maio é possível se inscrever no concurso do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), que pretende preencher as 590 vagas disponíveis para escrevente técnico judiciário.

Os locais de trabalho são para toda a Grande São Paulo, da capital ao interior. A taxa de R$69 é isenta para aqueles que estão desempregados ou recebem mensalmente até 2 salários mínimos.

Apesar de solicitar apenas o nível médio, a remuneração para o escrevente técnico judiciário no Estado de São Paulo é de R$6.271,26, mais auxílio saúde, auxílio transporte e auxílio alimentação.

As inscrições devem ser realizadas através do site da Fundação Vunesp.

Concurso TJ/MG – Justiça de Primeira Infância

De 19 de junho a 28 de julho estarão abertas as inscrições para preencher cargos e formar um novo cadastro reserva na Justiça de Primeira Instância, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG).

O Tribunal está oferecendo 5 vagas para o trabalho de Oficial Judiciário e 10 vagas para o trabalho de Oficial de Apoio Judicial, os dois pedem nível médio e o edital ressalva os espaços legais raciais e para os concurseiros com algum tipo de deficiência.

O salário base para os cargos é de R$3.457,01.

As inscrições precisam ser realizadas pelo site da Consulplan e há uma taxa de R$60.

Faça parte do Tribunal de Justiça

Como acontece em diversos concursos públicos torna-se parte do time responsável pelo funcionamento de um Tribunal é uma tarefa bem concorrida, porém nenhum pouco impossível.

Agora que você conhece essas dicas, conhece o que estudar, como estudar, quais os cargos, como eles funcionam e principalmente sabe que ainda há tempo de se inscrever em algum concurso, tenha foco.

E lembre-se de ficar de olho nos novos editais, em breve o trabalho dos seus sonhos terá vaga disponível.

Sobre Blog Concursado

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo Blog Concursado que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.